No domingo, 19 de julho, aconteceu na cidade de Franca (SP), um Encontro Vocacional que reuniu 13 mil jovens do Caminho Neocatecumenal vindos de diversos estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. O evento faz parte das atividades em preparação para a XXVIII Jornada Mundial da Juventude que acontece em 2016 na Polônia.

 

O Encontro aconteceu no Parque Municipal Fernando Costa e foi presidido pelo Bispo Diocesano de Franca Dom Paulo Roberto Beloto.

Conduzido pela Equipe Responsável pelo Caminho Neocatecumenal no Brasil e contando com a participação de bispos e padres de diversas dioceses brasileiras, o evento começou com a apresentação de todos os presentes, passando então para a Celebração da Palavra onde o Pe. José Folqué fez um anúncio dokerygma, da notícia de Cristo ressuscitado, vencedor da morte que nos redime e da sentido a nossa vida.

Em seguida, foi lido um trecho do Evangelho de São Mateus, passando então, para as palavras de Dom Paulo Roberto em que ele deu aos jovens algumas recomendações para que possam discernir a que vocação são chamados. “Você já se perguntou qual a vontade de Deus a respeito da sua vida? É bom que a gente faça um profundo discernimento pra descobrir qual é essa vontade de Deus, o que Ele quer de mim.

Em qualquer resposta que formos dar, nós precisamos dessa graça de Deus, nós precisamos da força do Alto.”, recomendou o Bispo. Ao final, para colher os frutos gerados pela pregação da Palavra, foi feito o Chamado Vocacional onde 230 rapazes e 230 moças manifestaram sua disponibilidade e, se aproximando do palco, receberam a bênção dos bispos. Agora, serão encaminhados para um acompanhamento vocacional em suas respectivas cidades.

O Caminho Neocatecumenal está presente na Diocese de Franca há 41 anos. São 180 comunidades espalhadas por diversas paróquias nas cidades de Franca, Restinga, Orlândia, Sales de Oliveira, Patrocínio Paulista, Cristais Paulista, Itirapuã, Ituverava, Nuporanga, São Joaquim da Barra, Guará e Pedregulho.

 

 

Caminho Neocatecumenal: Um Itinerário de Formação Cristã
O Caminho Neocatecumenal “é um itinerário de formação católica” (carta ogniqualvolta do Papa São João Paulo II a Mons. Paul Josef Cordes, Pontificio Conselho dos Leigos AAS 82 – 1990. Carta completa em: 
http://w2.vatican.va/content/john-paul-ii/es/letters/1990/documents/hf_jp-ii_let_19900830_ogni-qualvolta.html ), fruto do Concílio Vaticano II, que está a serviço dos Bispos com a missão de ajudar a realizar nas dioceses a Iniciação Cristã e a educação permanente na fé daqueles que, após percorrerem este itinerário, redescobrem o sentido do Batismo e renovam as promessas batismais.
Este Itinerário tem como objetivo conduzir os fiéis a uma Fé madura e a intimidade com Jesus Cristo, tornando-os testemunhas do Evangelho e ativos na Igreja. O Neocatecumenato é vivido nas paróquias em pequenas comunidades constituídas de pessoas de diversas idades e condições, que, fundamentadas nas três dimensões da Igreja, “Palavra de Deus, Liturgia e Comunidade”, passam a dar sinais de amor e unidade, tornado Cristo presente no ambiente onde vivem, fazendo nascer nas paróquias uma pastoral de Evangelização que leva o anúncio do Evangelho àqueles que não O conhecem.
O Caminho Neocatecumenal começou em 1964 entre os pobres de Palomeras Altas, periferia de Madri, Espanha, quando o renomado artista espanhol Francisco (Kiko) Argüello sentiu que deveria buscar a Cristo no sofrimento dos mais pobres e decidiu, portanto, abandonar sua vida de pintor reconhecido para viver nas favelas. Ali, os pobres lhe pediam para que falasse de Cristo e estes mesmos pobres começaram a dar experiências concretas da manifestação de Deus em suas vidas. Neste ambiente, Kiko se encontrou com Carmen Hernández, licenciada em química e teologia e formada no Instituto Missionárias de Cristo Jesus. Carmen também foi conduzida por Deus para viver juntos dos pobres, após passar por uma crise existencial.
Três anos depois, neste ambiente, forma-se uma síntese querigmático-catequética que  é sustentada pela Palavra de Deus, pela Liturgia e pela experiência comunitária, sobre a trilha do Concílio Vaticano II. A partir dessa experiência nasceu este itinerário de formação católica que encontrou interesse e apoio do arcebispo de Madri, na época Dom Casimiro Morcillo, que encorajou Kiko a levar o Caminho às paróquias que solicitassem, e assim se difundiu pela Espanha.
Em 1968, o Caminho Neocatecumenal chegou a Roma com o consentimento do Cardeal Angelo Della’Acqua, então Vigário Geral de Roma e assim teve início a primeira catequese para a formação da primeira comunidade da cidade, na Paróquia Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento e Santos Mártires Canadenses. Com aprovação e apoio dos Papas Paulo VI e São João Paulo II, o Caminho Neocatecumenal foi chegando a milhares de paróquias pelo mundo. Em 2008, no pontificado de Bento XVI, o Caminho Neocatecumenal teve os Estatutos definitivamente aprovados pela Santa Sé.
O Papa Francisco também tem manifestado e confirmado seu apoio a este itinerário de formação católica: “E eu hoje confirmo a vossa chamada, apoio a vossa missão e abençôo o vosso carisma”, disse ele no último encontro que teve com os membros do  Caminho Neocatecumenal, em 6 de março de 2015. (O discurso completo em: http://m.vatican.va/content/francescomobile/pt/speeches/2015/march/documents/papa-francesco_20150306_cammino-neocatecumenale.html#&ui-state=dialog )
Juntamente com Kiko Argüello, Carmen Hernández e Pe. Mário Pezzi formam a Equipe Responsável Internacionalmente pelo Caminho Neocatecumenal, que após 50 anos de seu início está presente em todo mundo com mais de 30 mil comunidades, espalhadas por 125 nações, sendo cerca de um milhão e meio de pessoas que fazem este Itinerário.
Presbíteros e Famílias Missionárias: um fruto da Iniciação Cristã.
Como fruto deste Itinerário de Formação Cristã, abriu-se em Roma, em 1987, o primeiro Seminário Missionário Internacional «Redemptoris Mater» para a formação de sacerdotes missionários. Após amadurecer a vocação em uma comunidade, os jovens se colocam a disposição da Igreja para partir em missão para qualquer parte do mundo. Atualmente, existem no mundo mais de 100 seminários Missionários Diocesanos «Redemptoris Mater», onde estão sendo formados mais de dois mil seminaristas.
Outro fruto deste Itinerário são as centenas de famílias que têm se oferecido para ajudar na missão evangelizadora da Igreja, que, atendendo ao convite de São João Paulo II para uma Nova Evangelização, têm deixado suas casas e partido para todas as partes do mundo, sendo um testemunho vivo da Família Cristã nas regiões com menor presença da Igreja, preparando o surgimento de novas paróquias missionárias.
No Brasil existem 1800 comunidades neocatecumenais espalhadas por 450 paróquias, em 95 dioceses. No País, há quatro Seminários Arquidiocesanos Missionários «Redemptoris Mater» nas Arquidioceses de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Belém do Pará. Atuando junto aos párocos por diversas dioceses brasileiras, 27 famílias estão em missão trabalhando no anúncio do Evangelho e outras 10 estão em missão pelo mundo, onde, unidas a presbíteros, fazem presente a Igreja em regiões descristianizadas.
FONTE:  Texto: jornada.cn.org.br, retirado do site Diocese de Franca (www.diocesefranca.org.br)
Comentários

Sem comentários ainda.

Apelido:
E-mail:
Página Inicial:
Comentários:
 Adicione seu comentário 
Horário das Missas
Terça a sexta-feira: 16h30 Sábado: 16h30 e 18h30 Domingo: 8h e 18h Confissões e atendimento Quinta-feira: 15h às 16h30 Sábado: 9h30 às 12h30
Pedido de Oração
"Peçam, e será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta será aberta. Pois todo o que pede, recebe; o que busca, encontra; e àquele que bate, a porta será aberta” (Lucas 11, 9-1)." Faça seu pedido de oração.
Testemunho de Fé
Este é um espaço destinado aos testemunhos de vida e fé e também aos agradecimentos por graças alcançadas. Clique aqui e compartilhe sua história!